O AR QUE ME FALTA - HISTÓRIA DE UMA CURTA INFÂNCIA E DE UMA LONGA DEPRESSÃO, de Luiz Schwarcz



"O ar que me falta é um livro curto", esta disponível na versão física em e e-book. A versão física tem apenas 199 páginas, letras de tamanho confortável, bem impresso, leve, é daqueles livros bons para levar consigo pq não pesam na mochila e são rápidos de ler. Li o meu em apenas 2 noites, após o jantar, naquele momento que vc senta para ler, relaxar e refletir.


"O ar que me falta - história de uma curta infância e uma longa depressão", é, um livro autobiográfico e fruto de muita coragem, na medida em que, expõe sem véus, detalhes da vida pessoal de Luiz Schwarcz, referência mundial no mercado literário. É um livro brutal e, ao mesmo tempo, muito delicado que certamente merece reflexão e empatia.


A história de Luiz Schwarcz começa na segunda guerra mundial quando seu avô Láios e seu pai András, foram presos, enviados de trem para o campo de extermínio em Bergen-Belsen e, durante a viagem, foram separados, para sempre, pq seu avô, em um ato de amor extremo, empurrou seu pai do trem para a liberdade. Todos os fatos do livro se desenvolvem a partir dessa cena.


Essa separação brutal e forçada não marcará apenas o destino dos dois protagonistas, mas de toda uma família, inclusive a vida daqueles que virão muito tempo depois. Luiz Schwarcz, embora tivesse nascido após muitos anos, também tem gravado em seu DNA a agressão sofrida por aqueles dois homens, Láios e András, durante a guerra.


Luiz, nos conta em "O ar que me falta" sobre a sua infância, seus interesses, as disformidades nas suas relações familiares que o levaram a abandonar, involuntariamente, a infância. Luiz também nos conta o percurso percorrido para o sucesso profissional com a criação da Companhia das Letras, a brutalidade do diagnóstico da depressão e, posteriormente, da bipolaridade, e o longo e delicado caminho do auto-conhecimento e superação.


É um livro que nos convida ao auto-conhecimento, a reflexão e a empatia com todos aqueles (e todos nós) que já possuem (ou que podem vir a possuir) um diagnóstico de alguma condição mental e que merecem se sentir amamos, aceitos, confiantes, confortáveis e amparados.


Leia! Não tem como não se identificar.


Para comprar clique no link: https://amzn.to/3wjaChJ




34 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo